quarta-feira, 30 de março de 2011

Estrofes de quem não se foi(...)


(...)Estou aqui a descrever instantes pelo qual passei e muitos passara por um breve momento em suas vidas. Ha um certo dia quando trajetava o retorno ao lar num momento tranquilo de uma escuridão serena e aconchegante,participei velozmente de um encontro estrondoso entre duas físicas distintas que estava reservado para acontecer pelas leis da natureza e de Deus por conseguinte. Por um curto periodo senti a separação entre os meios que me sustentavam nessa dimensão,como se a grosso modo fosse separado complexamente o ''leite do café'',porem esse instante se manteve como fruto de minha imaginação por eu não compreender de uma maneira sensata o que ocorre-ria-eu para que eu me sentisse fugindo de mim sem a intenção. Logo após todo esse ocorrido, parecia um sonho ou talvez um pesadelo pelo qual eu ansiava ligeiramente em acordar e no fim tudo se tornara realidade.(...)

Nenhum comentário:

Postar um comentário